Baixar Apple Music

Lançado em 2015, o Apple Music vem travando uma batalha árdua para desbancar o seu principal concorrente, o Spotify, da liderança nos aplicativos de streaming de música em todo mundo, um mercado que, segundo estimativa da revista Forbes, pode atingir cerca de 450 milhões de assinantes até o final da pandemia causada pelo novo coronavírus e que tem, também, o Amazon Music como o terceiro principal player.

Com mais de 60 milhões de assinantes em todo o mundo, o Apple Music oferece no Brasil a assinatura mensal individual por R$ 16,90; plano familiar para até seis pessoas por R$ 24,90, e plano para estudantes por R$ 8,50. Os três primeiros meses são grátis, mas quem não quiser pagar pode, ao menos, acessar à rádio Beats 1, uma rádio de verdade feita por DJs que selecionam os principais hits de cada gênero musical, ou ouvir a rádio de sua preferência. Assinantes podem montar também sua própria rádio. Mesmo para quem só quiser fazer o teste gratuito, para utilizar o serviço é necessário ter o iTunes instalado.

Biblioteca gigante e sem limite para baixar

Com uma biblioteca de mais de 50 milhões de músicas, o Apple Music oferece acesso exclusivo a clipes e vídeos de música e, também, disponibiliza todas as suas músicas em todos os seus dispositivos, desde que tenha sido feito o login com sua Apple ID. Não há limite para sincronizar ou fazer download das músicas, só depende de sua capacidade de armazenamento. Quanto às ferramentas de busca de música, o Apple Music tem como diferencial a procura por uma parte da letra da canção.

Uma das grandes vantagens do Apple Music em relação aos seus concorrentes é o dispositivo chamado Connect, onde os artistas podem se comunicar diretamente com os fãs e seguidores, falando sobre suas obras, influências ou, até mesmo, fatos de suas vidas, proporcionando uma interação com o público e uma aproximação com a sua audiência.

Interatividade entre público e artistas

Uma grande vantagem do Apple Music nesse quesito é o recurso “Connect”, que é uma área em que os artistas podem se comunicar livremente com os fãs, expondo seu trabalho, suas inspirações e sua vida, se assim quiserem, ao público. É uma maneira deles se aproximarem de sua audiência, o que pode ser algo muito legal. Os usuários podem curtir e responder às postagens de seus artistas preferidos, e a conversa pode ser individualizada.

O Apple Music é compatível com qualquer aparelho de som por bluetooth e a maior parte das plataformas disponíveis, incluindo iOS, Mac, Android, Windows, assistentes da Alexa e HomePod, speakers inteligentes como Sonos e Amazon Echo, na Apple TV, Fire TV e o Apple Watch, e tem suporte para Chromecast e Airplay. O Apple Music requer as versões (ou mais recentes) do Android 4.3, iOS 8.4 e iTunes 12.2 para Windows ou Mac. Pode ser usado também no Linux através do navegador.

Conclusão

Além das músicas disponibilizadas via stream no Apple Music, é possível expandir ainda mais o gigantesco acervo graças à integração com a biblioteca do iTunes do usuário. O que representa um grande diferencial na medida em que as músicas do próprio usuário, extraídas dos seus CDs ou elepês, também estarão no aplicativo de música do dispositivo e podem ser escutadas junto com as disponibilizadas pelo Apple Music.

Para as pessoas que já utilizam os produtos da Apple, o serviço de streaming da Apple Music oferece diversos recursos extremamente atrativos, principalmente num mundo como o que vivemos hoje, que está constantemente sendo direcionado para o streaming e os serviços em nuvem. Comprar ou mesmo baixar músicas está se tornando algo do passado.

Baixar Apple Music

Apple Music

Categoria Apps
Video
Relacionado pelo desenvolvedor
Escreva sua mensagem

Nos avalie

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *